Arquivo mensal julho 2014

poradmin

Usuários desconhecem redução de 12% em média nos preços dos medicamentos

A procura pelos medicamentos ainda é tímida e deve aumentar no início do mês

O Governo Federal ampliou na semana passada a lista de medicamentos com isenção de PIS/Cofins. Com a medida, o preço máximo dos remédios ficará em média 12% mais barato. No entanto, apesar da baixa nos preços, muitos consumidores que fazem uso dos remédios ainda desconhecem a novidade.

De acordo com Jaci Rego, gerente da farmácia Pague Menos, a procura pelos medicamentos ainda é tímida e deve aumentar no início do mês. No entanto, ela destaca que medicamentos como Amoxicilina e antiinfla- matórios, a exemplo do Diclofenac devem liderar a lista dos mais vendidos.
A farmacêutica Carla Salomão, diz que muitos pacientes cardíacos também foram contemplados pela lista do Governo Federal. “Alguns consumidores, principalmente, idosos não sabem dos descontos. Como as vendas de medicamentos desse público tendem a aumentar no inicio do mês, a novidade além fomentar as vendas também trará benefícios para quem faz uso dos remédios mensalmente”, disse a farmacêutica.

A aposentada Joana dos Santos, de 67 anos, não sabia que os medicamentos tinham baixado de preço. “Eu gasto em média R$400 de remédios para pressão alta e coração. Fiquei feliz com o desconto. Economizei em torno de R$30”, disse a aposentada.

Segundo o Ministério da Saúde, a nova lista já inclui uma redução aproximada de 12% nos preços limites pela liberação da cobrança de dois tributos.  Leia mais

poradmin

Novo medicamento é esperança de cura para pacientes com hepatite C

Uma nova droga, ainda em aprovação nos Estados Unidos, pode representar a cura para cerca de 95% dos pacientes com hepatite C, forma mais grave da doença, segundo o presidente da SBH (Sociedade Brasileira de Hepatologia), Edison Roberto Parise.

A hepatite é a inflamação do fígado, causada por cinco vírus diferentes e que nem sempre apresenta sintomas. Os tipos B e C são a causa mais comum de cirrose hepática e câncer de fígado.

Atualmente, para todos os tipos da doença, o tratamento é feito com antivirais, basicamente o interferon e a ribavirina, com duração de 48 semanas. Em alguns casos, esses medicamentos podem ser combinados com inibidores de protease, que têm muitos efeitos colaterais e curam cerca de 50% a 70% das pessoas infectadas.  Leia mais

poradmin

Senado aprova projeto que reforça presença de farmacêutico em farmácia

O Senado aprovou nesta quarta-feira (16) projeto que regulamenta o funcionamento das farmácias no país, com a obrigatoriedade para que um farmacêutico esteja presente nas drogarias e farmácias de manipulação durante todo o período de seu funcionamento.

A legislação atual abre brechas para que técnicos da área de saúde exerçam essa função no lugar dos farmacêuticos, por isso a categoria reivindicava uma lei específica para regular a profissão. O projeto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.  Leia mais

poradmin

Greve impede IBGE de divulgar índice de desemprego pelo segundo mês seguido

Trabalhadores em greve em frente ao IBGE

A greve por melhores condições trabalhistas iniciada em maio pelos empregados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) impediu o governo de divulgar nesta quinta-feira, pelo segundo mês consecutivo, a Pesquisa Mensal de Emprego (PME).

O órgão informou hoje que, pela paralisação, pôde apenas estabelecer o índice de desemprego em junho em quatro das seis regiões metropolitanas em que mede a taxa nacional.

O governo até agora não divulgou o índice de desemprego em maio pelo mesmo motivo.

‘Excepcionalmente não estão disponíveis os dados das regiões metropolitanas de Salvador e Porto Alegre. O atraso nos períodos de coleta, estudo, análise e avaliação dos dados recolhidos obedeceu à paralisação dos funcionários do IBGE, o que impediu a divulgação completa do estudo na data prevista’, informou o organismo.

Em abril, a última vez que foi medida nas seis cidades, a taxa de desemprego era de 4,9% da população economicamente ativa, abaixo dos 5,0% do mês imediatamente anterior e dos 5,8% medidos no mesmo mês do ano passado.

De acordo com o Instituto, os dados parciais recolhidos em junho permitem dizer que o desemprego permaneceu estável em relação a maio em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, as três maiores cidades do país, e que diminuiu um ponto percentual em Recife, até 6,2% da população economicamente ativa.

O índice de desemprego em junho em São Paulo foi de 5,1%, sem variação a respeito de maio; o do Rio de Janeiro ficou em 3,2% após ter sido de 3,4% no mês anterior, e o de Belo Horizonte subiu ligeiramente de 3,8% até 3,9%.

Na comparação com junho do ano passado, a taxa de desemprego caiu 1,5 pontos percentuais em São Paulo e 2,1 pontos no Rio de Janeiro, e se manteve estável em Recife e Belo Horizonte. EFE

Fonte: Agencia EFE

poradmin

Novo piso dos Farmacêutico do Tocantins terá reajuste de 6,73% em 2014

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 9, na sala de reuniões da Fecomércio, a reunião que selou o acordo sobre a convenção coletiva de trabalho 2014/2015 referente ao setor de farmácias do Estado. Estiveram presentes os sindicatos laborais e patronais, representados pela presidente do Sindifato, Leia Ayres Cavalcante, e o presidente do Sindifarma e vice-presidente da Fecomércio, Domingo Tavares. O reajuste acordado para este ano foi de 6,73%. A vigência desse documento compreenderá o período de 1ª de agosto de 2014 até 31 de julho de 2015.

Pela primeira vez, a convenção coletiva foi fechada antes da data-base, 1º de agosto. Foi um fato inédito fechar esse acordo antes até mesmo da data-base da convenção anterior. Este é um ganho para o setor que não precisará realizar pagamentos retroativos, facilitando assim o dia a dia do empresário.

Toda a negociação foi feita em consenso, ou seja, as duas partes que representam o emprego e o empregador estão presentes. Ao final estabelecer as cláusulas econômicas e sociais da relação no comércio que auxiliam na redução dos conflitos trabalhistas, minimizando assim possíveis problemas entre as classes representadas.

Estamos aguardando a atualização da diretoria do sindicato patronal no site mediador do Ministério do Trabalho e Emprego para disponibilizar o documentos para todos Farmacêuticos do Tocantins e empregadores.

Da redação