Arquivo mensal novembro 2017

poradmin

Farmacêuticos e hospitais discutem convenção coletiva na quarta-feira, 22 novembro

Depois de muito desgaste e prolongada negociação, que precisou ser mediada pelo Ministério do Trabalho, para garantir a CCT – 2016/2017 (Convenção Coletiva de Trabalho 2016-2017) – confira os detalhes clicando aqui http://www.sindifato.com.br/apos-homologacao-de-convencao-coletiva-farmaceuticos-vao-receber-quase-r-32-mil-de-retroativos/ -, o Sindifato (Sindicato dos Farmacêuticos do Tocantins) e o Sindessto (Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Tocantins) se reúnem na próxima quarta-feira, 22 de novembro, para debater a CCT 2017-2018. A reunião ocorre na sede do Sindessto, localizada na 401 Sul, Avenida Teotônio Segurado, n.º 550, às 11 horas.

O acordo já deveria ter sido assinado, pois a data-base dos farmacêuticos de hospitais e clínicas particulares entra em vigor no mês de novembro. A questão envolve pelo menos 180 pessoas.

O presidente do Sindifato, Pedro Henrique Goulart Machado Rocha, espera que a negociação seja mais fácil desta vez. “A negociação pesada acabou prejudicando os dois lados. Os colegas farmacêuticos que não tiveram o acréscimo salarial no tempo devido e as próprias empresas, pois eles estão sendo obrigados a pagar mais de R$ 3,2 mil em retroativos quase que de uma só vez”, explicou o líder sindical.

As propostas dos farmacêuticos para o sindicato patronal são as seguintes:

PISO SALARIAL – R$ 3750,00 (três mil setecentos e cinquenta reais) percebendo reajuste salarial de 7,34% (sete virgula trinta e quatro por cento).
ADICIONAL DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – As empresas pagarão aos seus farmacêuticos, gratificações de no mínimo 15% (quinze por cento) sobre o piso da categoria por Responsabilidade Técnica.
ADICIONAL NOTURNO – Aos empregados que laboram entre as 21 horas e 06 horas horas do dia seguinte será devido o adicional mínimo de 30% (trinta por cento) sobre o valor da hora normal.
ALIMENTAÇÃO – Aos empregados que laboram em jornada especial de 12×36 ou 8 horas diárias, com intervalo de 1 hora para refeição as empresas fornecerão a eles alimentação diária adequada, ficando autorizadas a optar pelo fornecimento de ticket no valor unitário de R$ 20,00 (vinte reais) por refeição.
AUXILIO COMBUSTÍVEL – As empresas fornecerão auxilio combustível no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) por mês para seus farmacêuticos.
JORNADA DE TRABALHO – Para jornada de 06×18 fica assegurado realização de no máximo 20 (vinte) plantões por mês; Para jornada de 12×36 fica assegurado realização de no máximo 10 (dez) plantões por mês.

O secretário-geral do Sindifato, Renato Melo, explicou que as propostas do sindicato serão o ponto de partida dos farmacêuticos na negociação. “Claro que não é um pacote fechado. Podemos negociar, mas em alguns pontos nós não vamos abrir mão. Esperamos que o patronal tenha bom senso dessa vez e não arraste a negociação por muito tempo”, ressaltou Melo.

O Sindidato convida todos os farmacêuticos a participarem da reunião.

poradmin

Após homologação de convenção coletiva, farmacêuticos vão receber quase R$ 3,2 mil de retroativos

Além disso, novo piso da categoria para quem trabalha nos estabelecimentos de saúde privados passa a ser de R$ 3.488,51, reposição de 7% sobre o valor anterior

Os cerca de 180 farmacêuticos que trabalham nos hospitais particulares, clínicas e unidades de saúde privadas do Estado vão receber, a partir do próximo mês, pelo menos R$ 3.195,08 de valores retroativos da reposição salarial do acordo 2016/2017. O pagamento é resultado da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) assinada entre Sindifato (Sindicato dos Farmacêuticos do Tocantins) e o Sindessto (Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Tocantins), com a mediação do Ministério do Trabalho, nesta segunda-feira, 6 de novembro.

A demora para a assinatura do acordo, ocasionada por causa da contrariedade inicial do representante dos hospitais e estabelecimentos de saúde, provocou a acumulação desse passivo de quase R$ 3,2 mil. “No fim, houve um duplo prejuízo. Primeiro, o trabalhador que deixou de receber a reposição prevista em lei já em novembro de 2016. Agora, dos próprios hospitais, que terão que desembolsar tudo de uma vez só”, destacou o presidente do Sindifato, Pedro Henrique Goulart Machado Rocha.

Divulgação

Renato Melo (à esq) , secretário-geral, e Pedro Henrique, presidente do Sindifato: entidade solicitou agilidade no acordo 2017-2018

Pelo acordo assinado, todos os farmacêuticos com salários superiores ao piso também receberão os 7% de reposição, acrescidos dos valores retroativos.

Horas-extras
O acordo também mantém o valor para pagamento de horas extras, que deverão ser discriminadas nos contracheques. As duas primeiras horas-extras do dia valem 50% a mais do que a hora normal de trabalho. Depois, o percentual sobe para 75%. As horas extras em feriados, domingos e dias de folga valem 100% a mais.

Para quem trabalha 12 horas por 36 horas, os plantões extras valem 50% a mais que o normal e 100% a mais em caso de coincidir com folgas.

2017-2018
O acordo de reposição salarial 2017-2018 já deveria ter sido assinado e validado, pois a data-base da categoria, por lei, tem que ser acrescida em novembro. O presidente do Sindifato disse esperar uma postura mais conciliadora dos hospitais e estabelecimentos de saúde. “Eles sabem da importância da nossa categoria para o bom funcionamento do sistema. Sem farmacêuticos, não há administração correta de remédios e nem cura. Esperamos que possamos fechar essa nova data-base o mais rápido possível”, destacou o presidente Pedro Henrique.

 

poradmin

Torrent do Brasil oferece atualização científica para a classe médica e farmacêutica

Com o objetivo de ampliar o conhecimento técnico-científico dos profissionais da saúde, o Portal Torrent On Line (www.torrentonline.com.br) foi totalmente aperfeiçoado. O novo Portal foi relançado durante a participação da Torrent no 72º Congresso Brasileiro de Cardiologia será realizado em São Paulo, no São Paulo Expo, de 3 a 5 de novembro.

O TOL, desenvolvido pela Torrent do Brasil e dirigido à classe médica e farmacêutica, ganhou um visual moderno e atualizado em relação às novidades científicas.  As seções estão divididas em: Saúde Mental, Saúde do idoso, Cardio e Diabetes, Atenção Farmacêutica e  Últimos Updates.

O Portal TOL terá como Editor Responsável o cardiologista Hermes Toros Xavier. Segundo Dr. Xavier, o maior desafio é selecionar diariamente, da literatura mundial, os principais estudos e novidades que possam contribuir para a melhor prática médica, gerando resumos comentados que permitam uma leitura ágil e prazerosa, capaz de agregar ao cotidiano do profissional a melhor e mais atualizada informação.“Queremos uma ferramenta para ser usada no dia a dia do médico, garantindo um conteúdo produzido de forma ética e seguindo os melhores parâmetros da metodologia científica atual”.

Os profissionais de saúde cadastrados receberão semanalmente um newsletter com os principais artigos, selecionados na literatura médica ou dos principais congressos nacionais e internacionais. “Todos os temas relevantes ao consultório serão abordados”, afirma o Dr. Xavier, ressaltando os conteúdos “Destaque da Semana”, “Momento Científico”, “Consultório em Foco”, “Diretrizes e Evidências” e “Diagnóstico”.

Além dos principais estudos publicados, o TOL trará comentários e respostas às questões mais frequentes. “A atualização do portal será praticamente diária, permitindo que o profissional possa aprimorar conhecimentos em tempo reduzido”.